Aeeee! Primeiro post, fiquei muito tempo ensaiando para fazer um post e hoje consegui faze-lo. Vou falar justamente sobre o primeiro evento que tive a oportunidade de ir o WordCamp, mas antes uma introdução.

Esse ano de 2016 tiveram bons eventos e que gostaria de ter ido, mas não me programei para ir — tive que me contentar com os video no YouTube :’( — , eventos como o FrontInSampa, FrontInBH, BrazilJS, achei que só em 2017 iria a eventos de tecnologia, mas apareceu o WordCamp, o ultimo evento do ano e decidir que deveria ir.

Evento

Demais, tudo bem organizado, você chega e já faz o credenciamento e recebe uma sacola, com brindes \o/. Depois do credenciamento, teve a abertura do evento, onde passaram as informações sobre as salas onde teriam as palestras e os workshops

Palestras

Mergulhando no WP

A primeira palestra foi com o Ricardo Braz, a palestra foi sobre funcionalidades que existem nativamente no WordPress e que acabam sendo esquecidas e muitas vezes acabamos instalando plugins para executarem igualmente essas funcionalidades. Já instalei muitas vezes um plugin para que o cliente pudesse cortar a foto, sendo que isso já é nativo. A palestra foi muito boa. Ricardo pediu ajuda para levar o Guga Alves para Curitiba, pois ele está procurando uma nova cidade para morar então #VemPraCuritibaGuga.

Vendas Inteligentes com Intelibots

A próxima palesta foi com o Jackson Mafra, sinceramente eu não sabia com muitos detalhes o que eram esses tais Intelibost, mas depois dessa palestra, pude ter um visão mais detalhada de como e de quais benefícios ao usar essa tecnologia. Já pensou que pelo Messenger, você possa alugar um apartamento :O.

O Mercado de Trabalho de WordPress no Brasil e no Mundo

Seguindo as palestras, a próxima foi com o Renato Frota. A palesta apresenta uma panorama sobre o mercado de trabalho envolvendo WordPress. Confesso que havia me esquecido que não existem apenas vagas para desenvolvedores, mas também para gestores de conteúdo, técnicos de suporte em WordPress.

Como limpar um site WordPress hackeado

A quarta palestra foi com a Juliana Lewis, foi mostrado como usar o plugin da Sucuri para fazer uma limpeza em um site hackeado, não apenas usando o plugin, mais também como verificar se sua instalação ainda tem arquivos e pastas maliciosas.

Woocommerce: Lojas Virutais de Gente Grande

Quinta palestraaaaa, essa foi do [email protected]#. Sempre tive um pés atrás ao usar WooCommerce, como plataforma de e-commerce, mas depois de hoje, não mais. Edison Costa que é possível atender uma grande loja com quase 70MIL usuários. Mostrando os pontos onde deve ter atenção redobrada, como uso de plugins, não é o numero que conta e sim suas funcionalidades, tenha a certeza de que está usando somente o necessário, pois o grande gargalo está no painel. Outro ponto é a acumulação de recursos, é muito comum uma loja ter um blog, mais não é valido usar a mesma instalação da loja, a melhor aplicação é instalar o blog em um sub-diretório. Assim deixando a loja mais performática.

Como Estilizar Temas: Técnicas e Dicas

A sexta palestra foi bem bacana, palestrada pela Anyssa Ferreira, mostrou como estilizar temas de uma forma correta, sem que fiquemos receosos de atualizar o tema.

Introdução a Hooks

A magica ficou por conta da sétima palestra, Thiago Censi mostra o que são e para que servem os hooks.

Gerenciamento de sites em WordPress de forma eficiente: Do deploy á manutenção

Uma das tarefas que deveria consumir o minimo de tempo e ser fácil nem sempre é, o deploy. Nessa palestra Daniel Kossmann mostra quantas horas você gasta por ano fazendo usando o velho FTP. Mostrando algumas soluções, para que o deploy e principalmente a manutenção, para seja feita com segurança e agilidade.

Case Editora Abril

A nona palestra por Leonam Pereira Dias, mostrou o caminho até a Editora Abril decidir usar o WordPress em seus sites. Passando por várias ferramentas, inclusive duas delas foram de desenvolvimento interno. Mostrando que o WordPress pode encarar qualquer projeto, sendo pequeno até os mais robustos e com um valor de infra muito menor.

Traduções no WordPress

Na décima palestra Breno Alves mostra as opções de plugins pagas e open-source para traduzir o conteúdo e como eles fazem por baixo dos panos, e as técnicas para traduzir plugins e templates. Chegou a dar um medo de como esses plugins trabalham para traduzir o nosso conteúdo. A boa notícia e que ele está trabalhando em uma soluções open-source, se tiver uma sugestão manda um pull-request para o Monk. Uma boa dica para quem está aprendendo inglês e não sabe onde praticar, é ajudar a traduzir aquele tema ou plugin que tanto ama.

Organizando scripts e styles sem perder a sanidade

A minha ultima palestra do dia, foi com o Anderson Nascimento, mostrou a necessidade de organizarmos nosso projeto. Mostrou como remover as entradas de css e js do nosso amado Contact Form 7 em paginas onde não existem formulários e assim reduzindo as requisições e os beneficios do HTTP2. De como adicionar scripts e styles de serviços externos como Google Fonts de uma maneira mais organizada e os benefícios de usarmos uma metodologia (OOCSS, SMACSS, BEM, entre outras) para nossos styles e sobre uso de task runners.

Foi um dia bem bacana. Já que esse ano fui ao WordCampSP, vou colocar na planilha de eventos para o ano de 2017 o WordCamp do Rio ou de Curitiba.

O pessoal de Comunidade de Curitiba de quem pude assistir duas palestra mandaram muito bem, parabéns ao Ricardo Braz e o Daniel Kossmann e parabéns ao Anderson Nascimento da Comunidade do Rio. E não poderia faltar a foto dos brindes.

alt text